terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Diário de uma Aromaterapeuta - 17/01/2017 - Poucas e boas do papa da Aromaterapia

20:40

Se não estou tendo nem tempo de checar o Facebook é porque o tempo está realmente escasso. E isto é bom por um lado, pois significa muito trabalho. Mas por outro, a sensação de urgência impera e rola uma tensão o tempo todo! Dá-lhe aromatizador pessoal! Hoje estou de sálvia esclareia (para o climatério, sem fogachos!!!) e breu branco (como repelente e para elevar meus espíritos!_ na minha super mandala de prata. Que delícia. Que privilégio, não é, colegas da Aromaterapia? 

Ah, e falando de aromatizador pessoal, uma aluna no meu último Curso Introdutório de Aromaterapia (turma abaixo, linda demais!) perguntou-me sobre o tempo de uso dele, porque ouviu dizerem que não se pode usar por muito tempo porque perde o efeito. Eu respondi que acredito que não é bem assim, porque os óleos essenciais são voláteis e, portanto, se usarmos da forma correta (1 ou 2 gotas no máximo e no máximo três vezes ao dia), não haverá problemas e perceberemos os efeitos sim, dos óleos essenciais lindos e maravilhosos. É certo que depois de alguns minutos não sentimos tanto o aroma, porque nosso nariz se acostuma (quem nem quando usamos perfume), mas isto não quer dizer que não estão fazendo efeito! Bom, para ir direto ao ponto, eu perguntei para Robert Tisserand - a maior autoridade em aromaterapia da atualidade - e ele gentilmente me respondeu "Low-level diffusion is fine all day. So long as it's not too strong.", ou seja: "difusão de baixa intensidade é ok para o dia inteiro, desde que não seja muito forte o aroma". Perfeito, não?



Outra coisa que ele me respondeu foi sobre as pausas que se tem que dar quando sob um tratamento. Ele também é bem flexível neste caso, falando que tudo depende - pode ser de dias a semanas. Eu pessoalmente, acho que tudo depende dos óleos usados, da técnica empregada, das contraindicações dos mesmos. Há justamente óleos essenciais em cujas contraindicações se encontra a limitação, tanto de dosagem quanto de tempo de uso. 

E pronto. Hoje é disto que desejo falar, mesmo que brevemente!

Estou muito empolgada com este ano e dá para sentir a vibe das pessoas neste sentido. Os projetos são vários e eu gostaria de ser duas, já pensou? rs

Ontem soltei uma mala direta com a programação de cursos para este ano. Quem tiver interesse, pode clicar aqui se deseja fazer os cursos da Aromaflora de forma avulsa. Já quem deseja se capacitar profissionalmente, assim como eu fiz no Tisserand Institute em 2000, pode clicar aqui

Daqui uns dias postarei a receita de desodorante usando o desodorante sem fragrância da Laszlo. O legal é isto: dá pra você acrescentar os óleos essenciais que desejar! Eu estou adorando! E neste calor, se funciona significa que é bom, não é mesmo??

Bom, beijos a todos, que ainda não terminei o meu expediente!

Beatriz Yoshimura





quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Diário de uma Aromaterapeuta - Receita contra manchas de pele - 12/01/2017

8:00

Hoje tive uma boa ideia: passar a Loção Johnny nos pés, antes de ir pra academia! Esta loção é muito energizante. Uma aluna querida, a Rita, que me falou que ao usar a noite, não pregava os olhos até as quatro da manhã. Fui testar e comprovei. É muito estimulante. Então, lá fui eu pra academia queimar a sopa de cebola mega calórica do Outback. Sem contar a Bloomin’ Onion que é mega calórica...De vez em quando podemos fazer estas extravagâncias, não? rs Após a ducha, uma loção Grapefruit para tirar o líquido em excesso por conta do sal destas receitas, afinal sou Kapha na Ayurvedica e retenho muito líquido!

10:00

https://www.facebook.com/beatriz.yoshimura/videos/10154909762909183/


Ao chegar da academia, flores de jasmim caídas no jardim me deram a ideia de fazer um colar de jasmim. Perder o aroma delas assim pro ar? Não mesmo! Amo e fico mais empática, menos princesa Elsa. Adicionei no colar óleo essencial de gerânio e de limão! Ah, e uma gota de óleo essencial de Folha de pêssego, porque eu mereço esta chiqueza toda! rs

16:00



Pediram-se uma receita de Creme contra Manchas e eu vou fazer uma versão moderna do meu creme, mega turbinado!

Para um pote de 60 gramas

- 36 gramas de Gel Neutro Lazlo
- 9 ml de Hidrolato de Rosas Bio Essência
- 9 ml de Gel de Aloe Vera Live Aloe
- 6 ml de óleo vegetal de Germe de Trigo Bio Essência ou Rosa Mosqueta (para quem não tem pele oleosa ou acneica)
- 11 gotas de óleo essencial de Lavanda
- 8 gotas de óleo essencial de Palmarosa
- 5 gotas de óleo de Immortelle, Rosa ou Néroli
- 1 colher de sobremesa de Argila Branca Panizza ou Pó de Arroz (deixar meia xícara de arroz de molho em uma xícara de hidrolato de rosas, neroli, lavanda ou immortelle da noite pro dia, bater no liquidificador por cinco minutos e passar na panela furada - tecido de voal. A água que sobra pode ser usada como spray para usar antes do creme).

Modo de fazer: Colocar o gel numa tigela e ir acrescentando ingrediente por ingrediente, mexendo bem com uma espátula. Colocar num pote. Validade: seis meses. Fica o must de tão chique. 

Se quiser fazer uma máscara, pode-se pegar uma colher de sopa deste creme, adicionar mais uma colher de sopa de sobremesa de Argila Branca Panizza e passar no rosto e deixar por 20 minutos e enxaguar com água corrente!

Todos ingredientes são encontrados na Aromalife e em suas revendas - http://www.aromalife.com.br/ 

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Diário de uma Aromaterapeuta - 10/01/2017 - Superando Mercúrio Retrógrado


15:00

Ainda bem que este é um blog e não uma coluna semanal ou diária. Já fui colunista (Nextel - Programa Você em Equilíbrio), adorava, mas às vezes era desesperador ter de escrever compulsoriamente e não ter inspiração! Porque escrever de forma mecânica não é comigo! É preciso ter um bom motivo! E com blog isto é possível!

Eu estava me sentindo um lixo, totalmente apática, introspectiva talvez? Um lixo porque o meu normal não é este. Aí a querida Ana Paula Malagueta, que trabalha com o sagrado feminino posta no Facebook que estávamos sob a influência de Mercúrio Retrógrado e que ao término desta ela estava sentindo-se mais leve! Aí entendi que eu também estava bastante afetada e que realmente tudo tinha se suavizado. O mercúrio retrógrado parece que quando bem usado, pode ser bem útil, porque é um momento de revisão, de introspecção e não de se começar nada novo! Ufa. Leia mais neste link . Eu eu cheirando tudo que era óleo essencial para melhorar o astral! Néroli, gerânio, grapefruit.... foram de grande valia, porém se eu soubesse disto antes (veja no link os próximos períodos como este), teria adotado outros óleos e me permitido mais este momento. Poderia ter inalado cipreste (para introspecção, aparar arestas e se livrar dos excessos), olíbano (para meditação e interiorização), verbena índia (para virar páginas do passado) ou um alecrim para aproveitar para estudar bastante, ficar bem na minha! Quem não acredita que sofra com estas mudanças astrais! Eu acredito! <3 p="">



Bom, o importante é que passou, a vontade de cozinhar voltou e de malhar na academia também. Ai fiz um mega risoto de peixe e quinoa, que vou colocar aqui pras ver se estimulo as pessoas a cozinharem saudável!

1 xícara de quinoa
4 filés de peixe (Saint Peter)
Meio pimentão amarelo
Meio pimentão vermelho
Coentro - um belo punhado (amo!)
Cominho
Um milho debulhado, orgânico se possível
1 cebola
2 dentes de alho
Sal negro do himalaia
Azeite ou óleo de coco
Meia cenoura ralada
Uma xícara de shimeji (cogumelo) lavado e picado
2 xícaras de água fervendo
1 colher de sopa de curry
pimenta do reino

Na realidade, pode colocar um monte de coisa. Eu sempre uso o que tem na geladeira!

- Numa panela média doure a cebola  no azeite e vá acrescentando, na sequência:
- Alho
- Peixe em fatias
- Pimentão
- Coentro e o resto dos temperos
- Milho
- Cenoura
- Quinoa
- água quente (quem souber fazer caldo de legumes, acho mais legal, eu usei o caldo de legumes em pó, mas sempre faço caldo de legumes caseiro). 
- Fechar com uma tampa e deixar no fogo baixo até secar a água. Só acrescentar mais água caso não tenha cozinhado a quinoa direito. Sal a gosto!!!

Pra completar, fiz salada de tomate, cenoura ralada, coentro, cominho, shimeji e abacate, com molho de azeite, alho, limão e alcaparras tudo batido no liquidificador. Amo minha comida! hehehe


19:00
E a noite teve grupo de estudos, a dissertação da Cassandra de Lyra - A aromaterapia científica na visão psiconeuroendocrinoimunológica . Um panorama atual da aromaterapia clínica e científica no mundo e da psiconeuroendocrinoimunologia. e comemos as delícias veganas da Cibele Nahas. Mais comemos que estudamos, mas foi boa para abrir os trabalhos (opa, estudos!) de 2017! Encomendas, fale com ela! Estamos avançando bem na dissertação, mas fico pensando que esta Cassandra foi muito guerreira porque realmente a Aromaterapia no Brasil tem muitas vertentes, visões, carece de estudos maiores, carece de bibliografia... ela fez um belo trabalho!

Para dormir, fui de Ylang Ylang e Laranja Azeda no difusor de luminária! Coisa boa que é dormir com ylang, gente!! Só usando pra saber!

Bom, o resultado é este, eu voltando a escrever com vontade e fluidez!

Beijos a todos!

Bia



quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Diário de uma Aromaterapeuta - 05/01/2017 - Força, fé e foco

Resultado de imagem para força fé foco
10:00

É, realmente ser mulher é uma grande montanha russa de emoções! Há dias bons, há dias ruins, há dias estranhos... há dias lentos e dias mais dinâmicos. Há a relação com os hormônios, a satisfação pessoal, o clima (este calor realmente me mata!), as atividades e responsabilidades. Tantos fatores que é difícil saber como acordaremos e como nos manteremos durante o dia! Eu percebi que acordei mais ou menos assim quando cruzei com uma pessoa na rua e foi quase um esforço falar bom dia. Mas falei! E de coração!

Por isto para cada dia eu escolho óleos essenciais para o estado em que me encontro!
Hoje acordei muito cansada. Talvez seja um cansaço acumulado e talvez eu esteja sentindo o cansaço de 2016, já que não tive nenhuma pausa ainda. Férias já! rs Acho que vou até agilizar a viagem para visitar a Fazenda da Harmonia Natural porque está em plena floração do Ylang Ylang e esta eu não posso perder! Quem tiver interesse em ir também, me fala!
Hoje até peguei no frasco de Ylang-ylang, mas ele não pingou então acabei olhando para o frasco de Jasmim e acabei fazendo uma bela combinação no meu difusor elétrico: 

8 gotas de óleo essencial de bergamota (antidepressivo, ansiolítico)
3 gotas de óleo essencial de sálvia esclareia (maturidade, climatério)
2 gotas de óleo essencial de jasmim (antidepressivo, tônico e ideal para a empatia). 

E assim meu ânimo está melhorando! Colocar o jasmim no ambiente não é para qualquer um! Este da Bio Essência é simplesmente maravilhoso. Gosto muito!

A boa notícia é que nem este calor horroroso me desviou de uma de minhas principais resoluções para 2017 - fui na academia e me matriculei! Uhu!!! Agora tenho um compromisso de quatro meses pela frente! E bora cumprir porque dinheiro e saúde não dá pra ficar desperdiçando! Paguei. Vou fazer! rs Tudo bem que já desisti outras duas vezes. Mas vamos ter força, fé e foco que vai dar certo!
Aproveitei uma promoção para retornar a Força Vital que fica na Vila Mariana de 4 parcelas de 99 reais para o quadrimestre! Bom, né? Quem me acompanha? Estou aguardando minha tia Dina tomar coragem para me acompanhar. Ela tem mais de 70 anos e afirma estar disposta. Quero só ver!

A má notícia é que os pernilongos voltaram com tudo e acabei de me borrifar inteira com meu spray de citronela. E borrifei a sala toda. Imagina o festival de aromas, misturando a citronela com a deliciosa sinergia acima?? Bom, meu astral necessariamente vai mudar de patamar, para melhor! ;-)

Mas, é isto aí, pessoal. O dia está só começando e eu preciso correr aqui porque à noite não posso sair tarde. Tenho aula de Taiko, minha mais nova paixão para desestressar! Quem tiver interesse, sei que tem turma nova começando agora em janeiro! Clica no link! Ah, e também tenho que me apressar porque há várias inscrições para o meu curso Introdutório de Aromaterapia que vai acontecer nos dias 14 e 15 de fevereiro. Acredito que nesta semana mesmo as vagas se acabem. O pessoal está querendo aproveitar as férias para buscar bem estar. Fico muito feliz!!!

Força, fé e foco para todos vocês! Com os óleos essenciais que escolherem!

Beijos

Bia

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Diáro de uma Aromaterapeuta - 02/01/2017 - Resoluções para 2017

11:35h


Vamos começar o ano útil já inalando óleos inspiradores? Eu vou de citronela, por mais prosaica que possa parecer. E para não falhar, gerânio. O gerânio vai ser diferente, vai ser da marca Essencial Organics, que ganhei da Pollianna, extraído no Sítio São Miguel Arcanjo, que tive a oportunidade de visitar duas vezes no ano passado. Um passeio e tanto! Seguem algumas fotos abaixo, inclusive da flor do gerânio, que eu nunca tinha tido a oportunidade de ver ao vivo - tão singela e tão linda!!! O de citronela também é orgânico e da marca Harmonia Natural, que também desejo visitar em 2017. Em muito  breve!










































Obrigada às meninas que enviaram as fotos!

A respiração 478 é fundamental para mim. Não preciso colocar nas resoluções, pois já está incorporada no dia a dia. Devo fazer um kit para iniciar o dia. Ao lado da cama, pra não esquecer! Ou no carro? rs sei lá, só acho fundamental não deixar de fazer. Uma de manhã, uma depois do almoço e outro ao ir pra casa depois do trabalho! Quem não incorporou, give a try, ou seja: Experiente!!!

Uma das resoluções mais engraçadas que li hoje foi do papa da Aromaterapia Robert Tisserand, e vou copiá-la por aqui. Não vou traduzir, porque preciso incentivar meus leitores a aprender o inglês. Shame on you, se você não entendeu, traduza... rs Se entendeu, well done!

Resolutions I won’t make because I know I would not keep them:
* Drink less coffee
* Spend less time on Facebook
* Go to bed earlier
* Do not think evil thoughts about Gary Young
* Get up earlier
* Do not think evil thoughts about anyone else
* Do not take phone to bed
* Reply to emails
* Do things on to-do lists
* Remember to make to-do lists

Isto gerou uma mini discussão no meu querido grupo de alunos do Whatsapp, porque a "não" resolução que eu mais gostei foi a de que ele promete não pensar mal do Gary Young, dono da empresa de marketing de rede de óleos essenciais americana Young Living acusada de adulterar óleos essenciais. Bom, pensar mal pode. A discussão foi em torno de uma marca que uma das queridas alunas falou que eu falei que não prestava em aula. Isto eu não faço e deixo bem claro porque pensar mal é uma coisa. Falar mal pode até dar processo. Simplesmente as marcas que eu não aprovo eu não falo nada. Mas também eu não falar nada não significa que seja ruim. Eu posso não conhecer, afinal não conheço todas as marcas. Uma coisa é certa - as marcas que eu distribuo na minha empresa - Aromalife eu aprovo. Obviamente! Pelo menos óbvio para mim, que apenas vendo aquilo que eu usaria para mim. 

De qualquer forma, começarei minha lista de resoluções:

- Ser mais paciente. Ou seja, haja respiração 478 com Ylang  Ylang, Rosa e Néroli. Além de Jasmim quando tiver vontade de ´"matar" alguém.
- Participar menos de Facebook ou do WhatsApp. Apenas de assuntos aromaterápicos. O resto, quem quiser me "sair" do grupo, não vou ligar, realmente. Juro! Aliás, tem a ver com a próxima resolução: 
- Vou tentar equilibrar o meu Kapha, que é meu dosha preponderante de nascença e que tem voltado com força ultimamente. Isto significa, pelo menos emocionalmente, que tenho me magoado com mais facilidade. Não sei se tem a ver com o climatério - o período que antecede a menopausa. Suspeito que sim, mas se eu puder enxergar o lado bom disto (se é que tem), é que eu estou mais verdadeiras com os meus sentimentos. Sempre tentei ser durona e não criar caso com as pessoas, quando elas falam coisas que machucam. Mas acho que a idade tem me tirado esta necessidade e quando algo me entristece, não tenho conseguido esconder. Falar é outra coisa. Mais difícil. Aquela coisa meio Pitta, que quando fala algo entalado, não fala - vomita e joga no ventilador! rss não é fácil habitar este corpo! rs Mas vou tentar. Aliás, várias resoluções tem a ver com suavizar o lado Kapha, que identificarei como K1, K2...
- K2 (a K1 é a anterior) - Conviver com amigos (os verdadeiros, estou me desapegando daqueles não tão amigos). Usarei mais grapefruit para me animar e sair da rotina Kapha. 
- V1 - Continuar dormindo menos (ops, isto devia ser o contrário, devo dormir mais, mas dormir menos ativa o meu lado Vata - mais criativo e mental, que eu curto bem!). Neste caso, é o contrário de Kapha, é Vata. 
- K3 - Comer 3 vezes ao dia (pode ser mais?), combinar uma dia apropriada com exercício físico (amanhã matricular-me-ei na academia, pela terceira vez rs, juro!). E haja alecrim para animar e movimentar! Andarei mais de bike, que gosto muito! Só não adianta me forçar a fazer trilha! Decidi que não curto rs. 
- K4 - Meditar, mas como diz o artigo do link, só quando estiver totalmente desperta, por razões óbvias. 
- Tentar não segurar o xixi por muito tempo. Aliás, em 2016 consegui duas façanhas: acordar bem mais cedo e fazer o número 2 todo santo dia! Tudo flui melhor, acreditem! 
 
Adorei esta tabela de dieta pra Kapha, do mesmo link:

Outras resoluções: 

- Tentar seguir a agenda - me planejar, me organizar. Haja óleo essencial de limão!
- Não trabalhar até muito tarde, a não ser que absolutamente necessário - que tal uma Respiração 478 com capim limão, ylang ylang, litsea cubeba, olíbano, laranja azeda lá pelas 20h para já começar a desacelerar? 
- Fazer leitura de qualquer livro todo santo dia. Para isto, preciso desligar o Face e o Whats às 22h. Será que consigo??? E que óleo essencial seria bom para isto? Alecrim? Sugestões?
- Começar a escrever o meu próprio livro. Vixe, agora danou-se!

Estas são resoluções básicas. As profissionais vou escrever na minha agenda!

Bora trabalhar porque já são 12:15h e o ano está só começando!

Beijos aromáticos a todos!

Beatriz Yoshimura
ps: agora relendo as não resoluções de Robert Tisserand, percebi que muitas das minhas tem a ver com as dele. E imagino que com as de muita gente!! Uma coisa é certa: vou fazer o máximo para a vibe deste ano ficar sempre POSITIVA!!! E haja óleo essencial de bergamota. Ou outro cítrico animador. Aliás, devo fazer um post em breve sobre isto... cítricos maravilhosos.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Diário de uma Aromaterapeuta - 30/12/2016 - Mensagem e Ritual de Final de Ano





Hoje é o último dia útil do ano. E estou aqui no meu notebook, ouvindo um vídeo do Tony Robbins, de quem gosto muito. Foi minha irmã Elisa (sim, a que faz buffets maravilhosos, para todos os bolsos, sempre com o seu toque artístico que faz toda a diferença e torna qualquer evento inesquecível) quem me indicou. Vez ou outra assisto aos seus vídeos motivacionais. O primeiro que assisti foi no Netflix e se chama I´m not your Guru (Eu não sou seu guru, legendado) e achei muito  bom. Acho que sempre é legal este tipo de ferramenta (autoajuda) pois sempre há algo a se aprender, a começar por ter um pouco de humildade para querer aprender. O que estou assistindo no momento é um que se chama How to Understand Your Self. É em inglês, uma ótima oportunidade para treinar o seu! Não sabe falar inglês? Too bad! Eu colocaria nas resoluções de início de ano aprender a falar inglês. Porque não falar inglês é simplesmente algo inimaginável, com tantos cursos inclusive online por aí. Bom, eu só parei de assistir ao vídeo para escrever e nestes dias de recolhimento entre o Natal e Ano Novo tenho pensado no que escrever e se tinha algo realmente útil para tal. Eu ia gravar um vídeo, mas sem make-up não dá e tenho de aproveitar o momento. No vídeo do Tony Robbins, este último que mencionei, tem um monte de imagens de aurora boreal, lindo mesmo. E fiquei pensando que deve ser um orgasmo gigante e mega múltiplo ver uma destas ao vivo!


Mas o fim de ano chegou e sei que muitas pessoas ficam melancólicas. Nunca entendi muito, mas sei que muitos ficam tristes porque se separaram de seus pares ou porque não podem estar com seus filhos ou perderam os pais ou pessoas queridas. Ou também por terem brigado com seus familiares, o que é muito ruim. Também sei de pessoas com depressão que pioram seus estados no Natal. Mas também sei de gente que prefere ficar só, não por tristeza, mas por introspecção. Aí eu acho legal, momento para refletir, passar tudo a limpo e se planejar para o futuro e quem sabe, ser uma pessoa melhor.

Neste ano e já de algum tempo, venho pensando sobre uma série de coisas e cheguei a uma conclusão, não tão boa: as pessoas estão muito egoístas e cada vez menos altruístas. Eu acredito piamente que é preciso ser altruísta. Uma vida sem ajudar os outros não pode ter alegria, não pode ter felicidade. E eu vejo cada vez menos felicidade. Felicidade de verdade, felicidade real.  Bom, já que isto é um diário, posso falar aqui que vou interromper o papo-cabeça pra cozinhar um curry de peixe pra mim e para a minha mamis e volto já! Vai ser um peixe bem pensado rs.

Eis meu peixe abaixo, sem muito charme, admito, mas muito gostoso. Eu gosto de curry porque você pode colocar qualquer coisa lá dentro, joga um pó de curry, um leite de coco (no meu caso, porque adoro), um coentro, um cominho e fica tudo uma delícia. Neste foi tomate, cebola, pimentão, cogumelos, peixe pescada, sal do himalaia, alho, cebolinha e couve flor. Basta ver o que tem na geladeira de sobras. Esqueci a cenoura, que gosto de colocar raladinha.Teria ficado bom, também!


Neste meio tempo já fiz diversas coisas, como um demaquilante natural (uma embalagem spray de 30 ml, 10 ml de óleo vegetal - qualquer um prensado a frio ou extra virgem, 20 ml de hidrolato de néroli - ou qualquer outro que deseje, 2 gotas de óleo essencial de ylang ylang,  3 gotas de óleo essencial de palmarosa e 3 gotas de óleo essencial de sândalo amiris, todos porque eu quis e ficou bem cheiroso. Basta agitar antes de usar num quadradinho de algodão e remover toda a maquiagem, mesmo que pesada). Fiz também um aromatizador para o carro (para a minha cachorra não passar mal e vomitar), muito simples: um frasco pet de 10 ml ambar, 8 ml de álcool de cereais, 45 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta, 10 gotas de óleo essencial de capim limão e 30 gotas de óleo essencial de alecrim e uma tampa de alumínio ou de plástico daqueles de essência ou óleo essencial. Ah, e um pedaço de barbante. Misturei todos os ingredientes dentro do frasco e com o barbante, fiz uma espécie de pavio comprido dando algumas voltas no barbante de forma que apenas uma parte deste pavio fique pra fora do frasco. O resto fica dentro do frasco. A ponta pra fora do frasco não pode impedir que se feche o frasco com a tampa quando você e seu pet não estejam dentro do carro, para não desperdiçar. Ah, também um pedaço de barbante para poder amarrar o frasco no espelho retrovisor do carro. Basta pendurar este frasco no retrovisor (o de dentro do carro, por favor rs) e abrir a tampa quando desejar. Em pouco tempo o carro ficará bem cheiroso e seu pet bem tranquilo! Faça e me fale.

Antes de continuar, achei bem legal este videozinho, que o Henrique me enviou pelo Face, que tem tudo a ver com o nosso assunto:



Ah, agora que reparei que falei de dois assuntos ligados a peixe e acabei me lembrando de um vídeo também muito a ver com o assunto de hoje, também passado pela minha irmã, que é o Fish Love. Depois desta nunca mais vou falar que amo peixe... coitado do peixe, acabei de devorá-lo. Como posso amá-lo?


 "O amor de verdade é o amor que dá, não o que recebe". Simples assim. A maioria das pessoas hoje quer receber. Reclamaram o ano inteiro, coitado de 2016, nunca vi um ano tão escorraçado. As pessoas ficam felizes quando recebem algo, quando ganham alguma coisa. Uma promoção, um elogio, um presente, um prêmio na loteria. 2016 foi um ano fácil? Não, definitivamente não. Mas eu estaria sendo absolutamente ingrata se eu reclamasse dele. Ganhei experiência, ganhei batalhas, ganhei respeito, ganhei muitos novos colegas, ganhei até inimigos e inimizades, mas isto fez parte de uma limpeza necessária. Ganhei dinheiro? Sim, ganhei, mas isto foi consequência do meu trabalho. O dinheiro não pode ser um fim, mas sim, uma consequência. Só trabalho duro traz dinheiro? Não! Ter visão de longo prazo e saber empregar bem o dinheiro faz ele se multiplicar. Talento? Isto se adquire. Já perdi bastante dinheiro e inclusive em 2016 perdi algum sim. Mas não choro o "dinheiro" derramado. Apenas ganhei mais experiência em como não perdê-lo. Hoje em dia existem mil formas de você evitar um gasto. Nesta pegada, este ano para mim ficou marcado (entre outros fatos marcantes), pelo ano em que realmente aprendi a gostar de cozinhar. Veja bem: cozinhar é diferente de gostar de cozinhar. E já sabia cozinhar, mas hoje eu curto cozinhar. E cito alguns bons motivos para você cozinhar: 1) custo mais baixo, 2) comer o que se gosta. Acho bem esquisito quem cozinha só para se alimentar e não desfrutar. 3) comer saudável, obviamente se isto for algo importante para você. Óleo de coco, legumes e verduras orgânicas, quinoa, cuscus marroquino, curcuma, cominho, sal do himalaria, nozes, grão de bico, peixe, frutas.... tanta coisa boa e saborosa... como diz a gurua da alimentação saudável Sônia Hirsch, cozinhar é meditar! 4) ficar mais seletivo quando se sai pra comer fora. 5) dar valor ao dinheiro. Quando se compra os ingredientes, você - sem perceber - adquire um pensamento financeiro e pensa: por que comprar caro se posso fazer barato e melhor? Tudo, absolutamente tudo você começa a pensar mais monetariamente. E ao invés de ir a um restaurante caro e da moda, você passa a achar mais vantajoso comprar um ingrediente mais nobre e até mais caro, mas que vai te dar mais prazer. Alimentos orgânicos ou nobres mesmo. Quero ver chegar o dia em que comprarei trufas de verdade! Não vai demorar. Adoro! Bom, há "n" razões para se começar a cozinhar! Tempo pra cozinhar? Minha aluna Andrea Engracia achou um vídeo bem legal que pode ajudar quem acha que leva muito tempo. Eu tenho apoio da minha colaboradora Telma, que já deixa alguns legumes lavados e picados. Obviamente isto ajuda bastante. Não deixei de comer fora, mas quando como, gosto de restaurantes bom custo benefício, como o Mocotó, por exemplo, que é mega longe, mas tem pratos maravilhosos a preços bem razoáveis.



Este peixe deu pano pra manga. Voltando às pessoas e ao espírito de final de ano, eu acredito realmente que as pessoas estão bem perdidas. Valores invertidos (estristecedor ler uma reportagem que mostrou que as pessoas estão mais conservadoras e nem vou desejar que meus leitores me apoiem pois já vi que sou minoria. Podem atirar pedras!), falta de empatia, compaixão e solidariedade. Fora o consumismo nas alturas. Não se tem dinheiro, mas se gasta com tanta coisa desnecessária. Isto me deixa muito triste porque tudo isto tem tornado as pessoas cada vez mais infelizes. Digo e repito: não há como ser feliz sem olhar o próximo. E hoje eu sinto muito o que muitas pessoas que tem problemas com drogas e álcool sentem e que não conseguem resolver, porque há tempos que observo estas pessoas e percebo que elas "sentem" tudo muito. São pessoas muito sensíveis e que se drogam para não sentir tanto o sofrimento de uma humanidade inteira. Ninguém pode ser julgado e condenado por sentir muito e não saber o que fazer. É uma forma de fuga. Realmente não está fácil pra ninguém (virou até bordão!). O meu vício felizmente é o trabalho. E eu não consigo me ver fazendo outra coisa. No meu trabalho, eu não apenas emprego pessoas. O meu trabalho me possibilita estar em contato com muitas pessoas, que consigo ajudar de uma forma ou outra. Eu fico muito grata com o retorno delas, sejam por terem feito um curso (Aromaterapia que eu acredito e tenho absoluta convicção de que transforma a vida das pessoas, assim como transformou a minha); por terem recebido um conselho ou um atendimento gratuito, por terem assistido a uma palestra minha que inspirou a mudar ou até por ter levado uma "bronca" que, bem recebida, pode ajudar no crescimento pessoal. Gosto de indicar ou mesmo contratar profissionais em cujo trabalho acredito e sei que é uma boa forma de ajudar. É certo que também me decepcionei com vários, porque é incrível como há pessoas que você ajuda e depois querem continuar a serem ajudadas. Este é outro problema da humanidade. Muitas pessoas acham que pra ir pra frente, precisam ser puxadas ou empurradas. Existe uma preguiça sistêmica de pensar. Vitimismo. Quando se recebe ajuda, deve-se aproveitá-la, agradecer e tentar voo solo. Não ficar mendigando ajuda. 

Vibração, vibe. Sim, eu me incomodo muito com bad vibe, low vibe, energia negativa. Sai, exú! Para desejarmos que o mundo melhore, é imprescindível que a vibe do mundo mude. Escutar coisas do tipo: "nossa, você viu fulana, como envelheceu?" Ou como engordou!? Meu Deus. Eu fujo muito delas. Gente que por qualquer motivo é grossa ou reage de forma violenta. Isto não ajuda. Por que estamos tão reativos? Confesso que às vezes me deixo levar. Mas aí eu cheiro um óleo de gerânio, de bergamota, de sálvia-esclareia, de néroli ou de rosas e tudo volta ao normal. Precisamos deixar de ser tão críticos e apontar defeito em tudo e em todos.

E dentro desta good vibe, por que não podemos olhar mais para os outros? Olhar para o outro não significa dar esmola ou encher o lixeiro de caixinha no final de ano! Aliás, pedir caixinha acho de um péssimo gosto. É o mesmo que pedir esmola. Olhar para o outro pode ser tanta coisa. Hoje o que não falta é ONG pra você ajudar quem precisa. Tem gente que gosta de arrecadar alimentos e fazer cestas para doação. Tem quem curta ensinar idosos a ler, a usar um computador ou a fazer um patchwork. Tem pessoas (e incluo aí a minha mãe, que faz dois voluntariados por semana há mais de 15 anos) que se doa em forma de trabalho em hospitais e instituições de caridade. Só dar um Google e encontrará facilmente. Há profissionais que reservam um período por semana para doar o seu trabalho a quem não pode pagar, como a Turma do Bem, por exemplo, que oferece tratamento odontológico gratuito. Tem a Casa do Zezinho, que oferece atividades para mais de 1500 crianças de comunidades que jamais teriam sem uma ajuda deste tipo. A minha empresa - Aromalife, é uma das que colabora com a Casa. Eu mesma também ajudo. Em breve farei uma postagem só da Casa do Zezinho. Há diversas formas de ajuda. Não é só dinheiro. Outro local legal onde você pode doar o seu tempo é o VER, Voluntariado do Emílio Ribas, que sempre que possível, ajudamos doando óleos vegetais para massagem nos pequenos internos. O tempo que tantas pessoas perdem nas mídias sociais e nos grupos do WhatApp (meu Deus, quanta bobagem!) se bem direcionado poderia render muita satisfação pessoal. Doar-se nas mídias sociais também é uma boa. Muitas pessoas tem páginas ou blogs onde doam seu tempo e seu conhecimento pura e simplesmente para ajudar. Ontem eu participei de uma discussão muito legal no grupo Ginecologia Natural da queridíssima Karine Batista que tive a grande oportunidade de conhecer no curso de Formação de Facilitadoras em Ginecologia Natural. Neste grupo há muita troca e percebe-se que realmente as "manas", como elas gostam de chamar umas às outras, querem se ajudar, são muito gratas com tanta experiência trocada. Esta é uma das características que mais admiro no pessoal do meu mundo mais holístico. O olhar mais humano e acolhedor. Nos atendimentos gratuitos, uma das coisas que percebemos é isto: as pessoas sentem-se acolhidas e com uma esperança reacendida porque alguém se preocupou com elas.

Então, o que eu quero dizer neste post, é que as pessoas poderiam tentar ser mais altruístas que o sorriso vai retornar. Deixar um pouco de lado o bordão "Cansei de fazer pelos outros, preciso olhar para mim!" Fazer pelo outro não é carregar o outro. Podemos olhar para nós mesmos, lógico. Mas se não olharmos para o outro, o futuro será muito sombrio. Sem fazer apologia política, o que está acontecendo em nosso país é fruto disto. Todos querem chegar ao poder pra que? Pra conseguir vantagens. Situação ou oposição. Enquanto ser político for sinônimo de receber regalias, continuaremos aumentando a distância dos mais endinheirados para os mais necessitados. Num pais onde o Presidente precisa de 42 quilos de Nutella, como não querer que os mais desfavorecidos se rebelem por nem terem o que comer?

Na realidade, o dinheiro, desde que foi inventado só trouxe infelicidade pois foi desvirtuado. Basta fazer uma breve pesquisa para saber o motivo da infelicidade das pessoas e a maioria vai estar relacionada com a falta de dinheiro. Dinheiro nas relações humanas, quando não absolutamente acordadas (por contrato ou que valha) só traz desavenças. As pessoas tornam-se falsas. Os relacionamentos tornam-se interesseiros. Na época do escambo duvido que a coisa era assim. Lógico que sempre vai ter um querendo levar vantagem em cima do outro. Mas se eu preciso de uma galinha, eu não vou me importar de trocar por uma vaca, se eu tiver vaca sobrando.  Dar mais do que receber, qual o problema? Dar bom dia, dar um abraço, dar um ombro. Tanta coisa boa pra ser dar.

Não sou comunista, sou capitalista. Acredito que todos devemos ganhar dinheiro de forma justa e honesta. Não sou a favor de distribuir dinheiro. Isto é marketing pessoal. Fazer o bem significa doar-se. E só se doa quem tem. Quem tem amor, doa amor. Quem não tem não doa nada. Fish Love. 

E para não ficar sem algo para lavar a alma no final do ano, vamos a um ritual bem legal!




Receitinha:
2 colheres de sopa de sal (sal de cozinha, sal grosso, sal do himalaia)
1 pedaço de tecido de voal
1 xícara de pétalas de rosas desidratada (para o amor e perdão)
4 gotas de óleo essencial de alecrim (para energização e proteção)
5 gotas de óleo essencial de lavanda (para limpeza)
1 gota de óleo essencial de ylang ylang (para o amor próprio e perdão)
Colocar a rosa desidratada numa tigela. 
Em cima colocar o sal grosso e sobre ele os óleos essenciais.
Fazer um sachê com o tecido de voal. Ritual:  
Aplique Reiki (ou apenas energize com suas mãos emanando todo o amor que você quer dar ao mundo) no sachê. Medite por quanto tempo você quiser com todo este desejo e limpando seu coração de toda mágoa, raiva e sentimentos ruins, abrindo-se para o amor. 
Ferva cerca de um litro de água. Desligue o fogo.
Leve a água quente para o banheiro. Tome um bom banho. 
Coloque o sachê na água e espere chegar em uma temperatura segura na pele. 
Jogue o chá do pescoço para baixo, desejando que o mundo seja limpo de toda negatividade, dando lugar ao amor, muito amor. 
Depois você pode pegar o sachê e esfregá-lo sobre o seu corpo, meditando e mandando amor para o mundo inteiro. 
Depois descarte o  conteúdo do sachê e lave o tecido para poder reusá-lo em outra oportunidade. 

O meu desejo é que os relacionamentos sejam mais reais, menos digitais e virtuais. Desejo encontrar mais os que se importam comigo e faço aqui minha mea-culpa por não ter procurado os que eu amo, realmente não há desculpa. Desejo que as pessoas se aproximem por afinidade. E que elas se proponham a fazer o bem, nem que seja apenas um pouco, para começar. Porque este bichinho do amor quando pica, vicia e a gente não quer parar mais. Falando nisto, convoco aqui minhas voluntárias para a próxima ação em conjunto com a Regina Pastore, outra que se doa de forma muito doce aos idosos no Projeto Bem Viver, na Igreja São Judas, do qual já participei voluntariamente várias vezes. 


https://www.facebook.com/pg/projetoaromasdobem/photos/?tab=album&album_id=1244934988894777



Um Feliz 2017 maravilhoso para todos, com muito amor, muito perdão, muita leveza, empatia e solidariedade. Que todas as boas leis do Universo conspirem a favor de um mundo melhor!

Beatriz Yoshimura