segunda-feira, 9 de junho de 2014

Minha bartolinite e eu

Pelo Wikipedia:
"Bartholinite é a inflamação das glândulas de Bartholin, que são glândulas acessórias dos genitais externos femininos.
É uma acumulação de fluido purulento numa das glândulas produtoras de muco que se localizam de cada lado da porção terminal da vagina – glândulas de Bartholin; apresenta-se como uma massa (“inchaço”) quente, vermelha e muito dolorosa, de tal modo que o simples acto de caminhar ou estar sentada se torna quase impossível.

Tratamento

Os “banhos de assento” com água quente (35ºC) 4 vezes ao dia geralmente proporcionam algum alívio e podem ajudar a localizar a infecção e mesmo precipitar a drenagem espontânea. Contudo, nem sempre ocorre a resolução do problema, uma vez que o orifício de ruptura espontânea é muito pequeno e fecha rapidamente, pelo que a drenagem não é completa.
Assim, o tratamento que proporciona maior alívio e recuperação mais rápida consiste na drenagem através de uma incisão cirúrgica, que pode ser realizada com anestesia local num consultório médico. Podem ser prescritos antibióticos, mas, geralmente, não são necessários se o abcesso for drenado correctamente.
Pode ser considerado o procedimento de marsupialização em mulheres com abscessos recorrentes. Uma pequena abertura para facilitar a drenagem é cirurgicamente criada."

Entretanto, por experiência própria e como o próprio Wikipedia informa, nem sempre a drenagem é completa e o problema pode persistir por até meses!

Em minha experiência (nada agradável), na primeira vez, pela dor excessiva, fui parar no Pronto Socorro, onde a médica de plantão fez uma incisão cirúrgica, que foi bem sucedida, sendo seguido de tratamento com antibiótico e anti-inflamatório. Isto deve ter de quatro a cinco anos pra trás.

Neste ano (abril de 2014), antes de uma viagem internacional, senti o incômodo novamente e já imaginando ser a "mardita", fiz algumas banhos de assento com argila verde, tintura de confrei e óleo essencial de tea tree. O que segurou um pouco o inchaço. Lá fora (Londres), continuei fazendo duchas ultra quentes. Isto durou uns 10 dias. No dia em que voltei pro Brasil, já fui direto pro consultório ginecológico, onde minha médica fez uma punção e quase desfaleci de tanta dor, mesmo com anestesia local, que a médica disse não ter efeito (mas que eu insisti na aplicação mesmo assim, patife que sou). Ela usou uma seringa de metal, com uma agulha daquelas, nada fininhas. Senti alívio após a punção e segui tratamento com antibiótico e anti-inflamatório por 10 dias, findos os quais, percebi que o alívio fora temporário. "Eu que não volto ao consultório para sentir aquela dor horrorosa e voltar tudo como estava novamente!". Fiz mais um banho de assento com argila, confrei e tea tree. E a mesma receita, na forma de uma compressa local, seguindo a receita:

1 colher de sopa de argila verde Panizza (argila verde tem o poder de puxar tudo o que é pernicioso ao corpo, tem mil e uma utilidades, confira em minha Oficina de Argilas, Tinturas e Óleos Essenciais)
1 colher de café de tintura de confrei Panizza (indicada para abscessos)
Hidrolato de tea tree Bio Essência para diluir até formar uma massa lisa, mas firme.
3 gotas de óleo essencial de tea tree Bio Essência (Bactericida, fungicida, antisético, cicatrizante, etc.)
Misturei tudo e muito bem para ativar as propriedades da argilas.
Com uma espátula, coloquei a massa de argila num quadradinho de algodão.
Acomodei a massa na vagina, bem na região da lesão (bartolinite) e imediatamente vesti a calcinha com um absorvente. Dormi. Acordei de manhã e fui fazer minhas correrias matinais. Fui à feira e comprei frutas e uma nova bacia para o banho de assento, a qual apelidei carinhosamente de "escalda-bunda" ou "escalda perereca", se for para um uso ou outro rs. Temos que levar tudo na esportiva, não é?
A caminho do trabalho, senti descer algo quente entre as pernas e, animada, saí correndo. Lavei bem a bacia, despejei as compras da feira na cozinha e fui pro banheiro. Deu certo!!!! Escorreu bastante pus!
Fiz mais vinte minutos de banho de assento com os mesmos ingredientes, até drenar bem. E repeti por mais uns dois dias, quando todo o pus e inchaço foi-se embora! Xô, purulência nojenta! rs

No local, para cicatrizar rapidamente, passei um bálsamo feito de óleo vegetal de copaíba Bio Essência (santo copaíba, anti-inflamatório e cicatrizante, entre outros) 10ml e 5 gotas de óleo essencial de gerânio, que ajuda a estancar o sangramento.

E ponto final. Porém, é muito importante, para evitar este e outros problemas nas "partes mimosas", como gosta de chamar a região minha querida Sônia Hisch:
1) calcinhas devem ser lavadas com sabonete líquido ou detergente especial, jamais sabão em pedra, que pode acumular bactérias, se forem lavadas no chuveiro. Depois devem ser secas ao sol ou passadas a ferro. Ah, e calcinhas sempre de algodão, jamais tecidos sintéticos, que não deixam a região respirar.
2) após cada relação sexual a região deve ser bem lavada para evitar proliferação de bactérias e outros microrganismos indesejáveis.
3) quem tem tendência a candidíases e corrimentos e possui a região muito úmida, secá-la com secador a cada vez que lavar no chuveiro ou com ducha higiênica.
4) Duchas vaginais e banhos de assentos quando sentir necessidade, com duas colheres de tintura de barbatimão e 5 gotas de óleo essencial de tea tree em meio litro de água quente. A bombinha de ducha vaginal deve ser sempre esterilizada com água fervente. Muitos médicos não gostam da ducha, pois alegam que podem  causar infecção ou acabar com a flora local, por isto indico sempre sua esterilização e que façam seu uso com orientação médica. Para tinturas, as melhores são do www.panizza.com.br, mas podem ser feitas em casa. Com a máfia da indústria farmacêutica hoje é mais difícil prepará-las, por isto, quem tiver dificuldades, melhor comprar direto na Panizza.

Bom, quem tiver dúvidas, pergunte por aqui, mas pode também me escrever no bya_sansei@htomail.com onde vejo diariamente. Me adicionem no Facebook que também sou "fácil" no contato por lá! Coloquem seus depoimentos, especialmente se positivos para ajudar outras pessoas, ok?

Todos ingredientes são facilmente encontrados em casas de produtos naturais, nas www.hncristiano.com.br e na www.aromalife.com.br.

Abraços a todos, sem bartolinites e demais "ites".
Ah, em tempo: nada aqui tem a pretensão de substituir o tratamento médico. São apenas depoimentos de experiência pessoal.

Beatriz Yoshimura
Aromaterapeuta


33 comentários:

Anônimo disse...

Enfim, alguém que tem o mesmo que eu e sabe o quanto dói!!!!!
Estou sem nada no momento, mas a última tratei com o óleo bactericida da doce limão, que ajudou a desinchar e der menos.
Desejo que vc nunca mais tenho isso!!!
Boa sorte.
Luciana

Beatriz Yoshimura disse...

Pois é, Luciana, só tendo mesmo prá saber a dor! E pensar que teoricamente seriam apenas as cólicas menstruais e a dor do parto, não é? rs ser mulher não é fácil, mas o legal é o aprendizado que fica. E a possibilidade de ajudar as pessoas de forma natural e definitiva, sem contraindicações e reações adversas!
beijo grande!

Beatriz Yoshimura
bia@aromalife.com.br

Anônimo disse...

Li e vi que parece com algo que tenho desde os 14 anos (tenho 43) e fui pesquisar o nome para confirmar e marcar a receita que você deu, Pois depois de 3 intervenções cirúrgicas, antibióticos, sabonetes, pomadas, etc...
Nas últimas vezes eu queimava um agulha furava passava álcool e espremia, a dor só Deus sabe, depois, álcool, e o que tivesse para desinfectar.
Então seria muito útil ter outra alternativa, então escrevi o nome e coloquei para ver imagens e fui rolando a tela "Não faça isso!!"
vou ficar uns 3 dias sem dormir...
Obrigada pela receita, não sei se é o mesmo, mas mal não vai fazer e com certeza dói menos que meu método.
Que Deus nos ajude a nunca mais passar por isso, esse ano Graças a Deus só tive uma vez.

Abraços,

Débora

Anônimo disse...

oiii queria saber se como ela não voltar mas se é necessita de cirurgia, mesmo ja tendo feito drenagem.

Beatriz Yoshimura disse...

Você pode comprar o chá de confrei, a erva e fazer um chá super forte e diluir a argila, pois achar tintura agora está difícil, está proibida a venda sem prescrição médica, um absurdo. Outras ervas:
Equiinacea, manjericao, centela asiatica, espinheira santa, tanchagem, arnica, ginkgo biloba, são outras opões para fazer o chá e misturar com a argila e óleo essencial. beijos

anonima mt disse...

Beatriz ..estou assustadissima.. namoro a dois anos. E a vinte dias senti um incomodo ...e de la pra ca vem ceescendo esse caroco. Na quinta ja vou ao ginecologista.. mas confesso q ja estou chorando se antecedencia..se for bartolinoti nao vo aguentar drenagem. So mole p dor... nao aguento nem dentista. So q ainda nai tenho todos os sintomas. Nao deu febre.m to andando e sentando normal. Mas ao banhar ja sinto esse nodulo estranho na entrada da vagina. Acho q vou arriscar fazer banho de assento mesmo antea do diagnostico

Anônimo disse...

Meninaaa!
Fui no ps da minha cidade interior que nem medico tem e... nada!
Olha nao vou ter como conseguir esses oleos maravilhosos seus tampouco argila; mas gostaria de um help.
A enfermeira me pediu pra procurar um cirurgiao.Mas estou sofrendo aqui.
Vou aguardar uma ajuda,bjs

Anônimo disse...

Infelizmente tb estou sofrendo bjs horrores com essa praga q é a bartolinite. Estou na crise e a doutora informou q é preciso realizar a marsupializacão. Gostaria de saber se esse procedimento é resultado certo no combate desta maldita? Sei bem o qto é doloro... :-(

Mariana disse...

Oi Beatriz, você sabe me dizer onde eu encontro esses produtos no Rio de Janeiro? Estou passando pelo mesmo problema e desesperada! Obrigada por compartilhar seu saber. Bjs

Anônimo disse...

Será que vc poderia me dar essa receita que fez o puz sair?

Anônimo disse...

já tive bartolinite mais de 5 vezes e sei o quanto doi.. Quero me livrar de uma vez disso.

Professora Márcia Cristiane disse...

É horrível mesmo. Estou passando por isso agora. Lendo e procurando artigos para me trazer alívio. Bem, creio que a incisão é necessária porque, pelo menos, no meu caso o abcesso não drenou espontaneamente na primeira e na segunda vez. Nà terceira fui a uma ginecologista em Copa cabana e ela fez o corte super meg ultra doloroso, porém m que facilitou a drenagem posteriormente. Pois, creio que o corte estava fresquinho e rompia com facilidade após aumento considerável da glândula. Hoje, dois anos depois eLá volta a me perseguir.Tento os mesmos procedimentos para retirá-lo(mas, não obtive êxito.

Professora Márcia Cristiane disse...

É horrível mesmo. Estou passando por isso agora. Lendo e procurando artigos para me trazer alívio. Bem, creio que a incisão é necessária porque, pelo menos, no meu caso o abcesso não drenou espontaneamente na primeira e na segunda vez. Nà terceira fui a uma ginecologista em Copa cabana e ela fez o corte super meg ultra doloroso, porém m que facilitou a drenagem posteriormente. Pois, creio que o corte estava fresquinho e rompia com facilidade após aumento considerável da glândula. Hoje, dois anos depois eLá volta a me perseguir.Tento os mesmos procedimentos para retirá-lo(mas, não obtive êxito.

Anônimo disse...

Olá Beatriz!!! Pois é, essa bendita me apareceu há uma semana e eu nem sabia do que se tratava... a médica só me receitou antibiótico e antinflamatório, na vdd o caroço até diminuiu um pouco, mas ainda está aqui! Será que faço esses banhos de assento? A médica me disse que ou iria estourar ou simplesmente sumir!

Natália Simao disse...

Até segunda-feira de carnaval eu nunca tinha ouvido falar de bartholinite, e do nada, acordei com uma dorzinha. Quando percebi estava um caroço e tudo foi me assustando mais!
Já de cara pensei em banho de assento e encontrei na internet algumas sugestões! Não contente, continuei fuçando e acabei encontrando esse blog graças a Deus!!!
Usei muito argila com tea tree, tintura de barbatimão e de confrei tanto em banhos de assento quanto em cataplasmas...
Mas a dor persistia, sem melhoras...

Entrei em desespero pois minha ginecologista estava marcada, mas só para abril!

Mantive o uso das tinturas e argila, fiz compressas e banhos de assento, e consegui ginecologista para sexta-feira agora que passou.

Na quinta amanheci com mais dor do que eu estava sentindo, e o caroço bem inchado, mas aguentei até a noite! Tomei um advil e fui dormir!
Umas 3h acordei com muita dor e não tinha lado nenhum que eu conseguisse dormir... Fiquei lendo até 5h da manhã...
Ai senti escorrer algo e corri no banheiro... Parecia início de menstruação e desceu horrores!
Na consulta veio a confirmação: bartholinite e já havia drenado sozinho (graças ao que eu fiz nessas duas semanas!)
Entrei no antibiótico e anti-inflamatório mas não vou parar com as tinturas e argila!

Gente, a dor é horrível, o desconforto é muito grande! No pronto socorro normalmente drenam, mas não aconteceu isso comigo!

Graças ao blog, tive calma, fiz certinho e td acabou bem!
Muito obrigada mesmo Bia por partilhar seus conhecimentos!!!

Beeeeijos

Anônimo disse...

Não consigo nem andar direito! Existe algum remédio que eu possa tomar para pelo menos conseguir ir no médico?

Anônimo disse...

Eu não consegui encontrar os óleos essenciais aqui na minha cidade, só consegui na internet. Como a necessidade do uso é imediato (você que já teve me entende, né?!), será que consigo fazer sem eles?
A propósito, amei seu post. bjs

















Anônimo disse...

Ola meninas. Ja tive esse problema em outubro de 2014. Como nao sabia nada a respeito fui para o hospital e drenaram sem anestesia, que sofrimento. Agora no mes de fevereiro até hoje estou com o cisto inflamado, o que ajudou a nao inflamar mais foram os banhos de assento com barbatimao e aroeira, porem tinha alivio e nao soluçao. Marquei cirurgia e tive muito medo e nao a fiz. Me indicaram Mentruz. Comprei e bati no liquidificador com pouca agua e ficou tipo uma papa grossa. A 3 dias passo no local e deixo o liquido com um pouco da erva batida dia e noite e faço banhos de assento tambem com a mesma, esta quase sumindo o cisto. Espero que de certo. Nao aguento mais isso, vou continuar ate sumir. Depois volto para contar. Espero ter ajudado um pouqinho rs...

Beatriz Yoshimura disse...

Natalia Simão! Obrigada pelo seu depoimento, com certeza ajudará muitas outras pessoas!
Fico mega feliz de ter te ajudado! Se puder, entre no Grupo Periquita Feliz e copie este depoimento lá?! Beijo enorme!!

Beatriz Yoshimura disse...

pessoal, ao colocar um comentário, me copiem o mesmo em meu email bia@aromalife.com.br ou no Facebook porque quase não vejo por aqui!

Beijo enorme!

Entre no Grupo Periquita Feliz no Facebook. Nos vemos por lá!

Beatriz Yoshimura disse...

Quer assistir à palestra: Acesse o link: https://www.facebook.com/events/649972935133521/
Quer o Sabonete Líquido: escreva para contato@aromalife.com.br que se tiver lançado, te mando as orientações.
Quer fazer parte do Grupo Periquita Feliz no Facebook: Acesse o link e participe ativamente: https://www.facebook.com/groups/762851387164745/?fref=ts

Beatriz Yoshimura disse...

Obrigada aos demais depoimentos. Como demorei a vê-los, não sei se são válidos. Por favor, postem se fizeram as receitas indicadas.

Se não tiver hidrolato de tea tree use água mineral.
Se não tiver tintura de confrei ou óleo essencial, faça apenas com argila verde de boa procedência, mas pode levar mais tempo!

Beatriz Yoshimura disse...

<3

Beatriz Yoshimura disse...

Professora Marcia Christine, melhorou??

Beijos

Poliana disse...

Boa noite, meninas,

sofro com isso há 20 anos (desde 14a).
Neste tempo, fiz inúmeras drenagens dolorosas em consultório e uma marsupialização há 5 anos.
Porém não adiantou, em uns 6 meses voltou.
Foi então que aprendi a drenar sozinha: sentada na cama sobre uma toalha, espelho, luvas e gazes estéreis, seringa de 3 ou 5ml e agulha (rosa-1,2x25, bege-1,00x25 ou verde-0,8x25).
Gelo local por 20 min, xilocaína na mucosa, coragem e fura com a agulha (dói, mas como sou eu mesma quem faço, sei meu limite de dor e tenho todo o tempo que necessitar).
Quando aparece qualquer líquido no corpo da agulha, coloco a seringa e puxo o bulbo, escorro num recipiente e repito o processo até a glândula esvaziar por completo.
Quando termino, faço assepisia com água oxigenada e coloco uma gaze borrifada com rifocina por uns 15 min.
Nos dias seguinte, faço compressa quente para evitar que inche novamente.

*obs: a diferença das agulhas é por prática: quando faço no início, uso a agulha verde. Se está muito inchada, geralmente o líquido do abscesso é espesso e não passa pela agulha verde, sendo necessário a rosa ou bege.

* tenho fases mais atacadas e outras muito tranquilas. Já tive que esvaziar até 3x em uma semana e também já fiquei quase um ano sem me preocupar.

* já observei que é só ficar doente, imunidade baixa ou uso de antibiótico certamente a glândula vai reclamar.

* não dói tanto assim. Furar pela mucosa (onde é úmido e não tem pêlos) dói menos, pois a pele queratinizada não absorve a xilocaína.

Estou aberta a perguntas e esclarecimentos.

Anônimo disse...

Deixou aqui tbem o meu depoimento,para aquelas que estajam ou esta passando pelos mesmo problema,pois e gentem essa bentida babilónios,hoje foi um fim de uma semana de pesadelo,desde 2007 sofro tbem com isso,e durante novamente ela vou para tormenta,meu Deus porque?Foi aí que resolvi pesquisa mas sobre o assunto,e descobri esse blog maravilhoso,e rapidamente comecei a fazer o tratamento com argila,a essência o único que não consegui encontra foi a tintura de confrei,então substituir fazendo o chá forte de arnica e barbatimao pronto foi fazendo banhos de assentos,compressas tomei Advil para aliviar as dores e com paciência e ao mesmo tempo desespero foi fazendo ,cheguei até ir para o pronto socorro eu já não tava mais aguentando a dor,mas na hora desistir de fazer a drenagem,por já conhecer muito bem o procedimento,voltei pra casa e no mesmo dia minha mãe resolveu colocar sebo de carneiro ,foi o que faltava começou a drenar naturalmente que alívio,o pus que nojo foi saindo...depois diz o banho de assento com a erva e a essência,para retira todo o pus....QUE ALÍVIO! Beatriz muito mas muito obrigada,vc me ajudou muito...e eu espero que com esse meu depoimento,tbem possa ajuda outras mulheres. Vou meu aprofunda mas sobre as ervas e essências os produtos naturais quero saber mais... Bjs
Ah! eu coloquei anónimo mas meu nome e Marina.

Anônimo disse...

Desde 2007 essa bendita resolveu ser manifestar,desdes então tbem sofro e no começo deste mês ela apareceu denovo o pesadelo começou,sempre acreditei no poder das ervas,foi ai q pesquisando no google eu descobro esse blog maravilhoso,dai então foi em busca das ervas,comprei argila,a essencia so não encontrei o confrei e com sua sugestão Beatriz comprei as ervas q vc tinha sugerido,pronto comecei o tratamento o semana dificil q foi dores muitas dores,tentava alivia tomando um Advil com muita paciencia foi fazendo as compressa com argila,banho de acento ,mas quem sofre com isso sabe como e dificil eu cheguei ate ir para o pronto socorro ja sabendo o que ia acontecer submeter um drenagem que bela mor sem palavras...mas como o medico demorou muito a atender meu esposo foi ate reclama pela demora,resolvi na hora embora pra minha casa,foi a melhor coisa q fiz continue o tratamento e com a sugestão da minha mãe ,fiz o tratamento com banha de carneiro tbem muito conhecidos pelos
mais velhos ( como dizem),acho q era o q falta pra mim,drenou sozinho por sua conta graças a Deus q Alivio foi e muito obrigada Beatriz com os seus conselho,depoimento e dicas ajudou muito mas muito mesmo,e sepero q com o meu depoimento possa ajuda outras mulheres q so quem tem sabe como e o constragimento a frustação vc se senti suja sei la e dificil...bjs

Marina Santos

Ah Beatriz eu curti vc no seu facebook muito bom

Beatriz Yoshimura disse...

Marina, obrigada por seu depoimento, que sofrimento! Agora espero que nunca mais, heim?? Beijocas!!!

Beatriz Yoshimura disse...

Poliana, que loucura, menina, assista ao vídeo e tente seguir as dicas para não ter de fazer mais estas drenagens com seringa. Dói só de imaginar! beijos!

Anônimo disse...

Já estou tendo pela segunda vez e é insuportável. A primeira vez durou 1 semana e drenou sozinho quando estava numa maca pra entrar no consultório, o alívio foi quase que imediato. Se alguém tiver outra receita agradeceria muito, na minha cidade esses ingredientes são difíceis. Obrigada.

Catarina Abreu disse...

Oii Bea!! Logo que senti um caroço imaginei que fosse um furúnculo, e comecei a passar pomada de basilicão pois ela esquenta e faz com que o furunculo (oq eu achei q fosse) sair para fora, passava a pomada e sentia mta dor, pois essa pomada tem uma força de empurrar pra fora, no segundo dia saiu pus mas mto pouco, mais tarde no mesmo dia saiu sangue mas muito pouco, fui ao médico por estar estranhando e ai ele me falou que era Bartolinite (nao fazia ideia do que era), e me receitou anti biótico, anti inflamatório, e banho de assentos daquele flogo-rosa, os remédios desincharam bastante o caroço, mas o local da ferida está numa vermelhidão e com uma pontinha meio q em carne viva, q dói qnd encosta a calcinha e até gruda!!!! Oq faço? Pra fechar essa feridinha? Me ajude por favor

Anônimo disse...

Tbem tenho Bartholinite. Logo no inicio
minha medica passa antibiótico e resolve. A crise aborta. Mas é necessário nao deixar avançar. Deve ser logo ao perceber. Tenho 60 anos e por sorte ou.. ja.ais fiz drenagem cirugica. A drenagem vem expontanea.
espero ter contribuido de alguma forms.

Anônimo disse...

Graças a Deus consegui me livrar deste pesadelo. Da noite pro dia, a glândula inchou, inflamou, cresceu muito, ficou vermelha e quente, senti pontadas, tive febre, e doía tanto que nem conseguia vestir calcinha. Deitada o tempo todo pois não conseguia andar, sentar, agachar, espirrar, mal ficava em pé para tomar banho! NUNCA na vida senti tanta dor! NÃO IA OPERAR NEM A PAU!! Fiz banhos de assento de barbatimão e aroeira, bebi chá de tanchagem e manjerona. Nada adiantou, o cisto só piorava. Graças a Deus achei o seu blog, onde li que uma mulher se curou com mastruz (não tenho como achar argila verde nem tintura de confrei). ME CUREI COM MASTRUZ E INHAME (minha mãe encontrou os dois na feira). Ingeri o inhame várias vezes ao dia, como suco (descascar e bater no liquidificador com água) e comi cru mesmo, como se come uma maçã (sem casca, claro). Fiz emplastro de mastruz e coloquei sobre o cisto várias vezes ao dia. Lavar bem, oolocar 3 ou 4 ramos numa tigelinha, colocar um pouquinho de água e socar com socador de madeira (desses pra fazer caipirinha). Coloque essa pasta meio líquida dentro de uma gaze (que não fique apertada) e coloque sobre o cisto durante 2 horas. Após as duas horas, eu colocava um novo (se você sentir pontadas, é normal, significa que a erva está fazendo efeito, e se o cisto mudar de lugar também é normal, significa que está dando certo, que ele quer sair). Comecei o tratamento no sábado de manhã, e no domingo à noite, senti algo molhado, quando fui ver, a toalha onde eu estava deitada estava com sangue, pus e líquido. HAVIA DADO CERTO!! E eu nem senti dor!!
Muito obrigada, Beatriz, por disponibilizar este espaço que está ajudando tantas mulheres. Nem acredito que não vou precisar de cirurgia. Boa sorte a todas!!